quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Lavando muita louça sem gastar água


Lavando a louça
Por João Cruzué

Eu gosto de lavar louças. Espere que eu explico. Primeiro, é um bom exercício para os braços. Segundo, como uso muito o mouse no trabalho, costumo ter dor no ombro direito, daí lavar a louça é uma boa fisioterapia. Terceiro, posso ajudar minha esposa. Como não sou marinheiro de primeira viagem, tenho uma metodologia infalível (macete) de lavar MUITA louça, gastando pouca água. Como já certo que a lagoa do sistema Cantareira vai secar até março/2015, e pelo jeito o racionamento de água em São Paulo, não demora muito a ser imposto... vem comigo!


três bacias d'água e um fraco de vinagre.

Metodologia (macete):  

1. Com o racionamento de água, é melhor juntar bastante louça. Quantos dias, é com você;

2. Use três bacias de plástico, com a boca um pouco maior  que os pratos da casa; 

3. Coloque de 2 a 3 litros de água limpa em cada uma;

4. Compre um frasco de vinagre de álcool, claro, o mais barato que encontrar (R$ 1.90);

5. Coloque uma duas colheres de sopa de vinagre na água das 3 bacias;

6. Use duas esponjas; a mais nova para os copos e pratos;

7. Coloque detergente na água de uma vasilha para não gastar muito;

8. Comece esfregando os copos, depois os pratos, a seguir os talheres;

9. Enxágue na primeira bacia, onde sai o grosso da sabão;

10.  Enxágue os copos/vasilhas na água da segunda bacia, e repito na terceira.

11. Terminando com os copos, pratos e talheres,  pode enfrentar as panelas.

12. Toda água usada no enxágue, depois de terminar, coloque em um balde para reúso.

--------------

Esta receita é para muita louça. Se ficar muito suja a primeira bacia, troque a água. Ponha a água suja em um balde, para usar em outra coisa. No final, toda água do enxágue vai para o balde de reúso.

Com esta receita, você não usa a torneira para enxaguar a louça. 

O uso do vinagre na água tem uma explicação científica: a molécula do detergente tem pH alcalino, o vinagre é ácido. Com o vinagre na água de enxágue, o sabão desaparece, e se passar o dedo na borda dos copos, vai ver que eles até assobiam de tão limpos. São duas colheres de sopa de vinagre em três litros de água de cada bacia.

Comparação: Se você quiser fazer a conta da economia, experimente lavar 50 copos, 30 pratos e 50 talheres, enxaguando diretamente na água da  torneira aberta. Pode ser que 100 litros d'água sigam diretamente para o esgoto. 

Na minha receita, você pode gastar de 9 a 12 litros de água, que ao término você despeja em um balde, para reúso onde for mais conveniente.  Pouca louça, pouca água nas bacias.

Você sabia que Jesus Cristo é contra o desperdício? Pode conferir na Bíblia: os pedaços de pães que sobraram nas duas multiplicações, ele não permitiu que fossem jogados fora. Foram recolhidos 12 cestos na primeira (Mateus  14:20) e sete, na segunda (Mateus 15:37).


sábado, 17 de janeiro de 2015

Marco Archer Cardoso Moreira - 11 anos no corredor da morte


Último voo de Marco Archer Cardoso Moreira
Por João Cruzué

Hoje, à meia-noite (horário da Indonésia), foi morto por fuzilamento do instrutor de voo livre Marco Archer. Ele foi condenado à morte pelas autoridades judiciais da Indonésia por ter levado mais de 13 quilos de cocaína nos canos da estrutura de sua asa delta. Uma tia de Marcos disse que espera que"Deus" pudesse livrá-lo da execução da pena. Quero aproveitar esta assunto para falar deste assunto sob o ponto de vista da bondade e da justiça de Deus.

Marco Archer Cardoso Moreira
Quando Marco viajou para Jacarta com a cocaína escondida, sabia da existência da pena de morte por tráfico na Indonésia. E mesmo que ele não soubesse, a Lei daquele país continuaria em vigência do mesmo jeito. Se fosse pego, não seria solto porque não tinha conhecimento da legislação. Se não soubesse, deveria saber. Imagino que o lucro do negócio, compensaria o risco. Porém, haveria a possibilidade de ser preso e, depois de julgado, ser fuzilado pela transgressão.

Além da Presidente Dilma, outras autoridades brasileiras e mundiais intercederam diretamente junto ao Governo da Indonésia. Lá, tanto quanto aqui, não se pode passar por cima de uma decisão do judiciário, que por sua vez, seguiu estritamente a tecnicidade da lei aprovada pelo Legislativo e sancionada pelo Executivo. Só em casos específicos, haveria a possibilidade de uma anistia da pena.

Alguns jornalistas brasileiros comentaram que ele era um traficante há vários anos, e conhecia perfeitamente os riscos do "ofício".

No plano espiritual, este acontecimento também pode ser muito esclarecedor. A palavra de Deus diz que a alma que pecar, esta morrerá. É uma Lei espiritual, chamada Lei do Pecado e da Morte. A Bíblia diz que depois que o pecado entrou no mundo, como um vírus de computador, ele atingiu e continuou infectando toda a humanidade. Paliativas eram tomados, mais a única medida corretiva era o sacrifício de um justo (JESUS CRISTO) o filho unigênito de Deus. O sangue de Jesus Cristo, derramado na cruz do calvário é o antivírus certeiro que liquida com o pecado e sua capacidade destruidora. Ninguém é obrigado a crer nisto, mas é assim que funciona.

Marco não acreditava que poderia perder a vida levando cocaína para a Indonésia. Marco vai perder a vida física, a Palavra de Deus, que está na Bíblia Sagrada, diz que além do corpo, nós temos uma alma imortal. A morte física separa o falecido do convívio dos viventes. A morte espiritual separa o homem de Deus. As leis estão na Bíblia, existe um grave risco, mas a humanidade não está nem aí, achando que Deus não existe, que o pecado é um engodo religioso e que a condenação do inferno é conversa fiada. Marco também achava isto.

O pecado é a transgressão da Lei de Deus. Assim como um computador não consegue se livrar de um vírus sozinho, um pecador não consegue ser salvo por suas obras. Quando Deus viu que o pecado entrou no mundo, Ele concebeu um plano de resgate, que nós chamamos de Plano da Salvação. Ele decidiu fazer isto pela GRAÇA. Graça significa o abaixar de Deus até o mundo pecador para salvar os perdidos, que estavam condenados à morte. Assim, ele providenciou a cura para o pecado, enviando seu único filho para receber em si a condenação do pecado de toda humanidade. Isto foi necessário, pois o preço do resgate era muito alto e a humanidade inteira não poderia pagar.

Jesus veio, mesmo sendo justo foi condenado. Não foi um fracasso do plano, mas o cumprimento exato dele. Quando Jesus morreu, ele derramou sangue durante a crucificação. Este sangue, no plano espiritual, é o agente que apaga o pecado e tira o desejo de pecar. Para receber este benefício, o homem e a mulher precisam aceitar em seu coração o Senhor Jesus Cristo. Depois que receber o Senhor Jesus em seu coração, haverá perdão para suas culpas e seus nomes serão escritos no Livro da Vida.

Assim como existem Leis duras contra o tráfico de drogas na Indonésia, também existem Leis divinas que regem a Física, a Química e Vida Espiritual. Não importa se você acredita ou não. Não importa se queira saber ou não. Haverá um juízo no futuro, e todos comparecerão diante de Deus para receber a recompensa ou o castigo dos atos praticas durante os dias de vida. A vida eterna ou o castigo eterno no inferno.

Deus não vai passar por cima de suas Leis para quebrar o galho dos pecadores. Deus é bom; é tão bom porque já executou seu plano da salvação, enviando Jesus para pagar pelos pecados de cada pessoa deste mundo. A porta desta salvação é Jesus Cristo; ninguém é salvo se não aceitar o perdão e o senhorio de Cristo. Depois da morte física, a o Dia do Juízo; dia de prestação de contas de cada um. Neste dia, não haverá mais recurso para o pecado. O perdão só pode ser recebido em vida, desde que requerido pelo pecador.

A última esperança de Marco é um perdão incondicional neste domingo. Ele está na prisão por este crime há 11 anos. Tenho certeza que já se arrependeu do ato que praticou. Sinceramente, torço para que há uma remissão de sua pena, e que ele não seja fuzilado amanhã. O tempo do arrependimento de Marco passou, ele deveria ter desistido de levar a cocaína  antes de viajar para a Indonésia.

Assim também, se você passar para a eternidade praticando o pecado, quando sua alma for prestar contas a Deus, e ele procurar seu nome no Livro da Vida, e não o encontrar, ainda que ser arrependa como o rico da parábola do Rico e do Lázaro, não haverá mais recurso e nem perdão.

Se você  ainda não tem seu nome escrito no Livro da Vida de Deus,  arrependa-se dos seus pecados, aceite Jesus em uma Igreja Evangélica, para ter o direito da inscrição do seu nome.













População Evangélica em 2014 chega a 25,25% no Brasil


POR JOÃO CRUZUÉ

Cálculo atualizado em 16 de janeiro 2015.



TOMANDO POR BASE DADOS DO IBGE


De acordo com as séries históricas e a estimativa do IBGE para a população do Brasil em 2014, fizemos os cálculos da população evangélica para 31.12.2014.

Em 2010 a população evangélica do Brasil era de 22,16% e 42.275.437 crentes.  

Metodologia: Embora a média aritmética da taxa de crescimento anual de 1960 a 2010 seja de 5,75%, para a projeção de 2014, por conservadorismo, utilizamos na PROJEÇÃO a mesma taxa anual (4,91%) do último Censo IBGE 2001-2010. O Cálculo (1,0491^4) deu 21,13%.

Assim sendo, a população do Brasil estimada pelo IBGE em 31.12.2014 foi de 202.768.562 habitantes. Aplicando a projeção acumulada (21,13%)  a população evangélica, então, é 51.208.237 crentes, representando 25,25% ou pouco mais de 1/4 da população Brasileira.

Se, eventualmente, o crescimento da população evangélica se desse pela média aritmética das taxas anuais (5,75%) o cálculo, então, chegaria a 26,07% ou 52.870.036 de crentes. Por isso, podemos afirmar que ela esteja entre 51.208.237 e 52.870.036, ou seja em torno de 52 milhões de evangélicos.




 PESQUISAS DO  INSTITUTO DATAFOLHA

Os católicos, segundo o Datafolha,  representavam 75% da população brasileira em 1994.  Em 2007 eram 64%. No Censo IBGE de 2010 eram 62%. Em julho de 2013, época em que o Papa Francisco veio ao Brasil, uma pesquisa divulgada pelo  Datafolha revelava que a  população de católicos no brasil tinha caído para 57%. Analisando apenas a estatística dos números, podemos inferir que em 20 anos (1994-2014) a Igreja Católica deve perder cerca de 20 pontos percentuais, indicando uma queda de 26,67% no período.

Considerando que os dados do IBGE não são provenientes de contagens físicas de evangélicos, casa por casa, mas amostrados e projetados estatisticamente a nível estadual, podemos também compará-los com os de outro Instituto.  Segundo o Datafolha, em 1994 a porcentagem de evangélicos no Brasil era de 14% (10 + 4). Em 2007  era de 22% (17 + 5). E em julho de 2013, para 28% (19 + 9). Dessa forma, podemos observar que os dados do Datafolha são de 3 a 4 pontos porcentuais maiores que os números do IBGE.

Comparando:  No ano de 1994 os católicos eram 75% e  os evangélicos 14%. Em 2007 os católicos eram 64% e os evangélicos subiram para 22%. Em julho de 2013, os católicos eram 57% e os evangélicos (DATAFOLHA) 28%. Ou seja, pelo DATAFOLHA, em 18 anos,  enquanto o número de católicos caiu  24%, os evangélicos cresceram  100%.

Enquanto a Igreja Evangélica cresce por volta de 5% a cada ano, os católicos diminuem 1,2% no mesmo período. Em decorrência disso, e mantidas as mesmas taxas até 2025, católicos e evangélicos terão a mesma participação na população brasileira em termos de QUANTIDADE. Quanto à QUALIDADE do fiel tanto de uma igreja quanto de outra, aí são outros quinhentos, para uma abordagem qualitativa em outra matéria.

Uma das explicações para o firme crescimento no Brasil, pode ser constatada em qualquer cidade do Brasil: é a quantidade de denominações evangélicas que faz a diferença. Mais congregações traz mais evangelização e mais evangelização leva a mais salvação. E isto não se restringe apenas à evangelização pessoal ou coletiva, acontece a mesma coisa no rádio e na TV. Esta descentralização e aparente divisão do corpo de Cristo, na verdade, pode ser analisada de outro modo: o Reino de Deus cresce no plano espiritual. Parafraseando o apóstolo Paulo: uns pregam pelo Espírito, outros pelo dinheiro, outros pelo poder, por divisão, por "n" razões. Cada um receberá de Deus o seu salário, no entanto é a Palavra de Deus que salva. Neste ponto, quanto mais pessoas pregando e abrindo templos evangélicos, mais cresce nominalmente e espiritualmente o Reino de Deus. A descentralização e democratização dos evangélicos leva vantagem sobre a metodologia de evangelização da Igreja Católica. E este fenômeno não acontece apenas no Brasil, é possível dizer que ocorre com vigor em toda América Latina.

Considerações finais: Nossa pesquisa foi conservadora, baseada em dados de Institutos certificados. Não trabalhamos com chutômetro.Se você gostou, ou queira discutir algum ponto, por favor, escreva para mim: cruzue@gmail.com.

Para usar os dados de minha projeção, solicite a  autorização por e-mail.