segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Petrobras patrocina projeto de limpeza nas Ilhas Cagarras

.

Projeto Ilhas do Rio realiza mutirão de limpeza nas Ilhas Cagarras

Foram retirados 78 quilos de lixo das ilhas


imprensa@petrobras.com.br

No último sábado, dia 4 de fevereiro, o projeto Ilhas do Rio, patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Ambiental, promoveu um mutirão de limpeza nas llhas Cagarras, localizadas a 5 km ao sul da praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. Com a participação de cerca de 100 voluntários, foram retirados 78 kg de lixo das ilhas.

As garrafas PET lideraram a lista dos objetos encontrados. Dos 27 kg de plástico retirados, oito kg eram só de garrafas PET. Também foram trazidos de volta para o continente 19 kg de vidros, 13 kg de metais e restos de redes de pesca. Em menor quantidade, foram encontrados pneus e baterias de caminhão, que são usadas também em barcos. No domingo, o material foi separado e pesado na colônia de pescadores de Copacabana.


A limpeza de detritos terrestres e submarinos foi feita nas três principais ilhas que compõem a unidade de conservação - Palmas, Comprida e Cagarra. Os resíduos coletados serão doados à Cooperativa Popular Amigos do Meio Ambiente (COOPAMA), que reciclará o material.

As Ilhas Cagarras são essenciais para reprodução e manutenção das populações de aves marinhas do Rio de Janeiro, além de ponto para alimentação, descanso e criação de golfinhos. Diversas espécies de peixes também podem ser vistas na região, porém, já é possível perceber alterações ambientais em decorrência da atividade pesqueira e de práticas predatórias no local.

Sobre o Projeto Ilhas do Rio

Realizado pela ONG Instituto Mar Adentro, o Projeto Ilhas do Rio tem como principal objetivo fornecer dados para a elaboração de um plano de manejo do Monumento Natural das Ilhas Cagarras, a primeira Unidade de Conservação Marinha de Proteção Integral implementada, em 2010, no litoral carioca. Patrocinado pela Petrobras, o projeto iniciou suas atividades em abril de 2011, tem duração de 24 meses e prevê não só o monitoramento do ecossistema local como também fomentar o envolvimento da sociedade para apoio às suas futuras regulamentações.


Gerência de Imprensa/Comunicação Institucional





Nenhum comentário: