sábado, 1 de outubro de 2011

Irã condena à morte mais um pastor evangélico

Atualização desta matéria aqui - fevereiro 2012.
.

João Cruzué

O pastor iraniano, Youcef Nadarkhani, foi condenado à morte em um segundo julgamento, em Teerã, nesta quinta feira. Este é segundo caso desde 1990, de condenação pela recusa de reconversão ao Islã do cristianismo. Sentenças deste tipo não são muito comuns na Corte Iraniana. Atos como este mostram que o Islã é uma religiao que continua presa aos costumes medievais.

Nadarkhani foi preso em 2009 acusado de crime de apostasia - alegaram que ele abandonou o Islã pelo Cristianismo, e o sentenciaram à morte pela Lei islãmica da Sharia. Por ser um pastor, os clérigos iranianos criam que ele estava pregando no Irã com propósito de converter os muçulmanos.

Até os 19 anos o Pastor Youcef era um agnóstico, quando se entregou a Jesus.

Em julho 2011, a Corte Suprema Iraniana decidiu por sua liberdade, sob uma condição: Se ele não negasse a fé, a decisão seria anulada. Não tendo surtido efeito a pretensão dos magistrados, o pastor foi levado a um segundo julgamento, ocorrido nesta quinta-feira, 29.setembro.2011, o veredito foi a morte.

O blog olhar cristão publicou matéria sobre a prisão do Pastor Nadarkhani no ano passado. Recentemente disseram até que ele já estava livre. Mas a liberdade que lhe deram, foi apenas um adiamento para sua morte.

Que nossas orações sejam para que DEUS olhe para o que está acontecendo no Irã e julgue com o mesmo rigor o que estão fazendo o Ahmadinejad e seus superiores hipócritas, manipuladores de eleições e sanguinários a pretexto de religiosidade.

Quando uma religião mata em nome de Aláh, é porque já perdeu sua comunhão com Ele. Ou quem sabe, de misericordioso ele não tenha nada.


Sources: Pesquisa na Internet em inglês.





.

Nenhum comentário: