sábado, 28 de maio de 2011

A COMEMORAÇÃO DO BICENTENÁRIO DA ASSEMBLEIA DE DEUS

.

.
.
Pisando no Salmo 133:


Ó QUÃO "BOM" E QUÃO "SUAVE" É

QUE OS "IRMÃOS" VIVAM EM CONFUSÃO.


Dois convites - duas comemorações - dois lugares diferentes - duas Igrejas


CONVITE DA CONGREGAÇÃO MÃE
CONVITE AD.MAE


CONVITE DA CGADB
CONVITE CGADB



João Cruzué

Se você ainda não entendeu a mensagem, da comemoração de "200 anos", eu explico. No mês de junho a Congregação mãe da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Belém do Pará vai comemorar os 100 anos da chegada dos missionários suecos, Daniel Berg e Gunnar Vingren chegaram ao Brasil, onde estabelecera uma Igreja pentecostal, em obediência a voz do Espírito Santo.

A congregação mãe sob os missionários cresceu e se espalhou pelo Brasil. Gerou milhares de outras. E dessas outras, uma grande associação foi criada e hoje é um braço político-religioso das Assembleias de Deus: A CGADB.

Por razões que não tenho espaço para explicar aqui, houve um rompimento em um passado recente entre a liderança da Igreja "mãe" e as lideranças da CGADB. Como a cizânia foi além do ponto de volta, no mês do centenária, cada uma vai fazer a sua comemoração lá na Cidade de Belém. 100 anos cada uma. E o resultado de 100 + 100 na Aritmética dá 200. Entretanto para os que são espirituais esta conta dá outro resultado: 100 + 100 vai dar SEM! Sem amor, sem comunhão, sem testemunho, sem exemplo, sem consideração, sem apoio, sem a presença de Deus, sem humildade, sem união, sem graça, sem cultura, sem compromisso, sem JESUS!

A prova são os dois convites acima. Cada um convida para comemorar um Centenário diferente. Em lugares diferentes, dias diferentes e cultos diferentes.
Embora eu não concorde de jeito nenhum com muitas atitudes do Pr. Samuel Câmara, ele é de fato e de direito o Pastor da congregação de Belém do Pará, denominada a Igreja mãe, a primeira, o início das Assembleias de Deus no Brasil. Ponto.
Não há como apagar isto da História da Igreja.

Como não há nenhuma comunhão entre os dois grupos, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus vai colocar mais um prego nas mãos de Cristo e compuscar a memória dos dois grandes missionários com uma comemoração exdrúxula, sectária, egoísta, carnal e hipócrita. Tudo o que estes líderes pregam nos púlpitos, pode até emocionar você e eu, mas que a presença do Espírito Santo ó...já se foi! Icabô!


Todo aleluia que for dado nessa comemoração vai ser uma ofensa a Deus, porque YAVÉ não é Deus de confusão.


E eu não tenho nenhuma outra palavra para descrever estes "dois" centenários que estão querendo comemorar a não ser esta: CONFUSÃO.



Nenhum comentário: