segunda-feira, 22 de março de 2010

TV Record faz apologia da violência

.


João Cruzué

Quem diria! Você sabia que a TV Record foi comprada pelo Bispo Edir Macedo no ínicio da década de 90 com o propósito básico de levar a palavra de Deus à nação Brasileira? Em vez disso, na busca desenfreada pela audiência ela de fato mudou de propósito.

Quer uma prova?

De tudo o que é ruim: crimes, mortes, assassinatos, sequestros - notícias de todo tipo de violência você assiste sabe onde? Na Tv Record! Operando assim, ela impacta, assusta e deprime a família brasileira.

Jesus saiu de cena, e foi trocado por uma apologia das obras do diabo. Eu não consigo ver de outra forma. Tudo o que que acontece na cidade, tudo o que não presta, é divulgado para crianças, jovens e velhos. Creio que não é exagero: de cada 10 notícias do cotidiano, nove ou todas as dez são de coisas ruins. E sabe onde você encontra? Na TV Record!

Está na imprensa que a origem dos recursos para a compra da TV Record, que era da Família Machado e do Sr. Abravanel, veio da contribuição dos fiéis da Igreja Universal. Era dinheiro carimbado para uso na Casa do Senhor.

O que adianta ganhar o mundo inteiro. O que adianta pregar o Evangelho para todas as nações da terra, e logo em seguida mostrar as obras do inferno para escandalizar essa gente.

É preciso mais juízo. É preciso uma mudança de atitude. Não foi com o propósito de fazer apolgia da violência que a TV Record foi comprada. Os meios não justificam os fins. A Casa do Senhor não pode ser escandalizada com loucuras e desvarios de maus mordomos.

Abaixo a violência dos programas da Rede Record. Quero que minha família tenha direito de assistir as coisas boas que Deus tem feito no Brasil.

Imaginei que em uma Rede de TV evangélica isto fosse possível. Enganei-me!



Consulta:
Observatório da Imprensa









Nenhum comentário: