segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Rede Globo traz velhas denúncias contra a Igreja Universal e o Bispo Macedo

.
João Cruzué

Esperei um pouco mais para dar minha opinião sobre a nova(velha) onda de denúncias planejadas por alguém das organizações Globo contra o Bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus. Tendo alguma experiência em jornalismo não vou ser um bumbo cego de repercussão de interesses alheios publicados nas três maiores Casas da imprensa brasileira não evangélica - Globo-Estadão, Editora Abril e Folha de São Paulo. Não li ainda o que a blogosfera evangélica repercutiu para que minha opinião fosse pessoal e não tendenciosa, uma vez que o Bispo Edir Macedo e a Igreja Universal não é uma unanimidade no meio evangélico. Tendo lido as notícias e assistido as acusações do Jornal Nacional e a resposta contundente da Record (Bispo Macedo), os dois lados do embate, vou deixar agora em alguns parágrafos o que penso.

Tomei conhecimento pela primeira vez do assunto por uma manchete graúda na capa do Jornal O Estado de São Paulo - O Estadão. Para quem ainda não sabe, este jornal está esperando a confirmação de uma proposta de compra das Organizações Globo. Há um "noivado" entre Globo e Estadão. Por isso, este postou o assunto com uma das manchetes principais de capa. Esta manchete do Estadão antecipou em um dia, o "míssil" que os Marinho dispararam contra o Bispo Macedo. Coisa de "noivos."

Já o Jornal a Folha de São Paulo trouxe o assunto em página interna sem manchete na capa. Desde adolescente me identifico mais com a linha editorial desta Casa. Além disso, foi lá que aprendi rodar os "pasquins" de nossa Igreja, sob a diagramação do saudoso Osmar Lucarezzi, no departamento Folha Gráfica. Além disso, nós blogueiros, costumamos repercutir assuntos de cunho jornalístico da Folha, que não proíbe o uso de seus textos - como assim o faz O Globo.

A Revista Veja fez o dever de casa. Em tempos de pouco interesse e baixa venda de revistas, ela não tem perdido a oportunidade de explorar assuntos religiosos. Na semana passada colocou a psicóloga Rozângela Justino na vidraça. Sem querer o tiro saiu pela culatra. Pela primeira vez em muitos anos de empatia pela causa gay, uma grande Casa da imprensa brasileira ofereceu a oportunidade para um cristão, ou melhor, uma cristã, dizer o que pensa sobre estar ou ser homossexual. Nesta semana o protagonista era tudo o que a Revista queria para melhorar as vendas. Bispo Macedo-Igreja Universal. Todavia, devo ser imparcial nesta questão. A Veja, sabendo muito bem que não pode desprezar o povo evangélico, tentou um artifício de imparcialidade. Publicou três matérias encadeadas. Uma cotovelada no Bispo Macedo-Igreja Universal, outra na Igreja Católica do Rico, sobre o padre gastão e na terceira, um elogia à atuação das Igrejas Pentecostais na América Latina em contraponto ao comunismo disfarçado e bem embrulhado com o nome de "teologia da libertação".

Neste domingo (16.08.2009) cheguei do culto e comecei a ver os torpedos da Record. Vi também a entrevista com o Bispo Macedo. A conversa de tranquilidade que ele procurou passar não colou. Não me convenceu. Ele disse o que precisava ser dito. Mas escondeu as "unhas" para não passar recibo, a imagem de um homem vingativo. Uma coisa gostei nele: muito magro. Em tempo de tantos pastores e bispos pesos-pesados, ele definitivamente não deve ser um bom garfo. Creio que o Bispo anda jejuando.

Há uns 15 anos atrás eu vi o "príncipe" dos pregadores brasileiros - pastor Caio Fábio exteriorizando sua opinião sobre a Igreja Universal e o Bispo Macedo - sendo um bumbo das organizações Globo. Não deu para saber na época se estava certo ou errado, mas uma grande lição eu aprendi com ele. Ao emprestar sua boca para os Marinho cometeu um erro fatal. Ele cavou um buraco tão fundo que não conseguiu sair dele até hoje.Um cristão jamais deve emprestar sua boca para ímpios. Hoje, a grande imprensa está aí baixando o sarrafo no Bispo e na Igreja Universal. Mas eu não vou me unir a ela para repercutir denúncias nem novas nem velhas. Soube que o promotor do caso, segundo estão apurando, teve ou tem alguma ligação sentimental com a Juíza da Vara de Justiça do Estado de São Paulo que acatou a denúncia. isto é falta de isenção. Além de vazamento proposital do assunto. Não há processo. A galinha nem botou o ovo e a Globo começou a cantar.

Não tenho procuração para defesa Bispo. A Revista Veja mostrou a Mansão que ele tem em Campos do Jordão e falou dos imóveis que ele possui em Miami. Só não disse que ele é autor de muitos livros, sendo o último deles com 700.000 exemplares vendidos no primeiro dia de lançamento. Pela denúncia, ficou parecendo que a única fonte de renda dele é o cofre da Igreja Universal. Ademais, esta mesma revista que procura melhorar sua imagem junto aos crentes, hoje, no passado já cansou de publicar mentiras. Uma eu mesmo presenciei. No tempo em que Celso Pita era o candidato de Paulo Maluf à Prefeitura de São Paulo, a repórter da Veja escreveu uma reportagem afirmando que Maluf estivera presente no culto de obreiros da Assembleia de Deus do Belenzinho. E quando falava à Igreja deu um aleluia no microfone que alegrou todos os pastores na Igreja. Era mentira. Eu estava no Culto. Pita foi no Culto, mas o Prefeito Paulo Maluf está viajando - nos Estados Unidos. Eu não "oro" pela cartilha da Veja, apesar de ainda ser a melhor revista de informação brasileira, se a compararmos com as outras.

Estranhamente, hoje, domingo, não tem uma linha sobre o assunto nos jornais eletronicos Globo, Estadão e Folha de São Paulo. Por que desistiram tão rápido do assunto, hein? Porque dessa vez, o lado que está apanhando tem uma Rede de televisão para se defender. E atacar. E se não tivesse? Já teriam atropelado e massacrado o Bispo e sua Igreja. Este costuma dizer que sua Igreja é como omelete. Quanto mais apanha, mais cresce. Se faltava alguma substância para uma entalpia na Igreja do Bispo, os inimigos, ou melhor, a inimiga trouxe. Essas denúncias, podem ser um tiro no pé. A era da velha manipulação da opinião pública através do único e preconceituoso Jornal Nacional não é mais aceita como verdades absolutas. As novelas globais que estigmatizam as mulheres e os pastores evangélicos já estão muito "manjadas". Espero que agora não apareça outro "Caio Fábio" para fazer o papel de "profeta" da rede Globo. Se aparecer, irá pelo mesmo caminho.

Eu não nasci ontem. Sei muito bem da má fama que o evangelho da prosperidade tem trazido para nosso meio. Também sei que o povo já não aguentava mais ouvir o evangelho da aceitação da miséria. Que o crente teria que ser um eterno sofredor nesta vida, para ganhar o céu. Um evangelho budista. Sem hipocrisia, todo dia vemos blogueiros baixando o "sarrafo" na Teologia da prosperidade. Mas, quando há congressos e festas na Igreja, sabe quem são convidados para pregar? Preciso dizer? Para não dar má impressão: o Evangelho que defendo tem Jesus no meio. Toda vez que um pregador coloca o crente e suas necessidades no Centro da pregação e Deus como MEIO para sua vitória, estará profanando o verdadeiro Evangelho. A vitória é só uma das consequências na vida de um cristão. Cristo é a nossa vitória. Cristo dá a vitória para quem está oprimido e no fundo do poço. Neste sentido, apesar de má fama, eu não posso negar que milhões de pessoas têm recebido salvação e vitórias através do trabalho dos fiéis e bispos da Igreja Universal.

A Globo bateu e massacrou os Hernandes, porque eles atravessaram os interesses dela no caso da concessão de TV no Espírito Santo. Ela prevaleceu por motivos que todos sabem. Entusiasmada com as derrotas infligidas aos líderes da Igreja Renascer, os Marinho partiram para o tudo ou nada em cima do Bispo Macedo e da Igreja Universal. Desta vez o que está em jogo não é o Bispo nem sua Igreja. Na minha opinião, seriam todos os evangélicos. Ou vocês não sabem que tem dezenas de políticos ateus salivando de raiva porque as Igrejas são isentas de tributos? Isto é o sonho de Natal de todo comunista ateu. Acabar com a fonte de sustento das Igrejas Evangélicas. Tributar todas seus dízimos e ofertas.

É por esta razão que fico do lado da Igreja Universal e do Bispo nesta guerra. Se ele cair as ações dos que odeiam os crentes não vão ficar por aí. Não morro de "amores" por ele, mas também não vou ser nenhum bumbo dos Marinho ou de jornalistas ateus - inimigos declarados da Igreja Evangélica. Continuemos orando.


cruzue@gmail.com


.

Nenhum comentário: