terça-feira, 14 de outubro de 2008

Razões políticas para a perseguição de cristãos na Índia


BODES EXPIATÓRIOS
Líderes Cristãos indianos explicam as razões dos ataques

Grupo de indianos sob o comando do fundamentalismo Hindu

ASHOK SHARMA
The Associated Press – 14/10/2008

Tradução de João Cruzué

"NOVA DHELI - Líderes da Igreja cristã indiana disseram nesta terça-feira que os cristãos mortos em conflitos recentes eram “bodes expiatórios” visados propositalmente por Hindus de linha-dura em busca de vantagens nas próximas eleições nacionais de 2009.

O Conselho Cristão para as Igrejas da Índia divulgou que as perdas, quase dois meses depois da violência esporádica, foram 59 mortes, 50.000 pessoas e expulsas de suas casas. As autoridades do Estado de Orissa, situado no Leste da Índia, "epicentro" da violência maior, afirmaram que 34 pessoas foram mortas.

Esta violência recente começou depois que ativistas Hindus acusaram Cristãos pelo assassinato de um líder Hindu, morto em Orissa no dia 23 de agosto. Ataques retaliatórios deixaram grande número de mortos, dezenas de Igrejas destruídas e milhares de pessoas desabrigadas, à despeito da alegação do governo que foram partidários maoístas que mataram o líder Hindu.

“Um enfurecido e bem armado bando de criminosos políticos tem ameaçado nossa comunidade, como talvez nunca antes tenha acontecido em 2.000 anos na história da Índia”, disse John Dayal, secretário geral do Conselho Cristão da Índia.

Há uma história antiga de tensão entre grupos religiosos em Orissa, porque líderes Hindus acusam os missionários cristãos de forçar a conversão de Hindus da casta inferior, acusações negadas pelos líderes Cristãos.

Os Líderes do Conselho Cristão disseram nesta terça-feira que a violência foi liderada pelos partidos de linha dura Hindu, em preparação para as eleições nacionais, esperadas para o começo do ano que vem, estão agitando o fervor religioso.

“O único motivo é adquirir vantagem nas próximas eleições nacionais”, disse John Dayal da AICC. "Nós cristãos fomos escolhidos como bodes expiatórios."

Os líderes Cristãos acusam de violência os grupos de radicais Hindus, incluindo o Bajrang Dal e o Concílio Mundial Hindu, organizações livremente filiadas ao partido de linha dura Bharatiya Janata. O BJP comanda os estados de Orissa e Karnataka, justamente os dois estados onde tem acontecido grande violência anticristã. Ele está desafiando o Partido do Congresso pelo poder em Nova Delhi.

Aproximadamente 2,5% da população da Índia, estimada em 1,1 bilhão de pessoas, é cristã enquanto 80% dela são Hindus. A Índia é oficialmente um país laica.

Os líderes Cristãos exigiram nesta terça-feira um inquérito federal sobre a violência."


cruzue@gmail.com



.

Um comentário:

thamara disse...

todos nos temos dieito de escolher o que queremos fazer ou praticar