quinta-feira, 11 de setembro de 2008

11 de setembro, o mestre e o discípulo


O mestro, seu discípulo

.Master and Disciple Pictures, Images and Photos
Ronald Reagan e Osama Bin Laden


e o resultado do discipulado...

911 a
choque do segundo avião dentro da Torre Sul
João Cruzué

Hoje é 11 de setembro de 2008. Há sete anos terroristas da Al Qaeda levaram a êxito o maior atentado terrorista jamais realizado na história. E a história deste atentado inicia-se 20 anos atrás e os protagonistas principais são os próprios americanos, sob os oito anos de mandato do de Ronald Reagan - o mestre, Osama Bin Laden ainda joven - o discípulo, e um pequeno exército de mujahedins armados pelos americanos com mísses portáteis Stinger. Uns 10 anos à frente o "discípulo" revoltou-se contra a nação de seu "mentor" e uma das consequências foi a derrubada das duas Torres Gêmeas do WTC. Em nossos comentários, mais abaixo, vamos utilizar este assunto, combinado com um outro: o fantasma de um "buraco negro" especulado pela imprensa sobre os testes de quarta-feira que cientistas realizaram no LHC. Vamos somar aos dois uma experiência pessoal e assustadora. Esses três casos se contextualizam quando evocam: equilíbrio e demência, ensino e lavagem cerebral, discipulado e loucura.

Cerca de 9.000 cientistas se reuniram na quarta-feira, 10/09/2008, na fronteira da Suíça eom a França para realizar o primeiro teste com o LHC - Grande Colisor de Hádrons, a máquina mais poderosa do mundo, no gênero, que tentará reproduzir o "Big Bang", a explosão que supostamente deu origem ao Universo.

Uma grande apreensão tomou conta dos cientistas antes do primeiro teste, conduzido por Evans. Havia um temor de que o experimento de colisões de hádrons (partículas como prótons e nêutrons) pela máquina pudesse criar um pequeno buraco negro que engoliria a Terra.

Por causa desta notícia, ontem na Índia uma adolescente de 16 anos se matou bebendo pesticida. Segundo seu pai, ela ficou traumatizada pelos relatos na imprensa de que uma "máquina do Big Bang" poderia acabar com o mundo. "

COMENTÁRIOS

Uma mente equilibrada não é privilégio de todos. Como este blog lida com assuntos religiosos, vamos trazer o foco deste artigo para o nosso contexto. Já deparei com uma situação constrangedora que muito me ensinou em meus tempos de obreiro pastoreando uma Igreja. Certa senhora foi no culto e aceitou Jesus. Durante este culto pregou a palavra uma missionária que nos visitava. Esta missionária morava por perto e o motivo de sua visita era o de levar três pessoas já crentes para congregar conosco.

No final da pregação, a tal senhora foi à frente e aceitou Jesus. Também ficou encantada com a "missionária" e convidou-a imediatamente para ir a sua casa. No outro dia a visita foi feita. E depois dessa visita, aquela senhora, ficou completamente "pirada". Como foi que fiquei sabendo? Bem da maneira mais desconfortável: os parentes da senhora nova convertida foram reclamar para mim que "fulana", com uma semana de "crente", trancava-se no quarto para ler a Bíblia o dia inteiro. Tinha uma criança pequena, mas não cuidava direito dela. O marido chegava em casa á noite e não tinha o que comer, pois a nova crente estava "buscando primeiro o 'reino' de Deus". Pior que isso: queria que ele vendesse o barraco (de favela) porque precisava viajar urgente de para o Ceará para ser uma "auxiliadora de Jesus." E ela viajou mesmo: ainda por cima de avião, deixando para trás uma família assustada e pasma!

Ao ouvir tudo isso da família, fiquei boquiaberto. Como era uma nova convertida há poucos dias, disse que sentia muito, e que gostaria de conversar com ela. Quando fiz isso, não me quis ouvir. Perguntei se me considerava como um pastor, e apesar de dizer que sim, não aceitour meus argumentos de que precisava pensar em seu bebê, no seu marido, na família, pois estava errada na sua "nova" forma de pensar. Aconselhei que primeiro deveria crescer espiritualmente para depois seguir em "missões". Não houve acordo. Mais irritada ficou. E foi embora sozinha para o Ceará, deixando a família para traz.

Quando li a notícia do LHC nos artigos de Marcelo Ninio da Folha de São Paulo, sobre a moça que se matou com pesticida com medo de um buraco negro que ira engolir a terra, minha memória lembrou-se daquele fato similar acontecido comigo e de que apesar de não darmos conta ter uma mente equilibrada e normal não é privilégio de todos.

Todo cuidado é pouco para lidar com certos assuntos diante do público, porque não somos todos normais! O limite entre o equilíbrio e a demência é mais "fino" que um fio de cabelo. Sabendo disso, dou graças a Deus, por ser uma pessoa mentalmente saudável, sem grandes problemas.

Também, hoje quinta-feira, 11 de setembro de 2008, faz sete anos da derrubada das Torres do WTC de Nova York por terroristas radicais muçulmanos da Al Qaeda. Entre mortos e desaparecidos foram 3.000 pessoas. Gente de muitos países, inclusive árabes. Aqueles terroristas passaram por um processo de condicionamento mental conduzido direta ou indiretamente por Osama Bin Laden. O mais surpreendente de tudo isso é que foram os próprios americanos quem "discipularam" Bin Laden quando apoiaram e armaram alguns mujahedins afegãos contra a ocupação do exército russo entre 1979 a 1989. Naquela época, Ronald Reagan, o 39º presidente, governava os Estados Unidos da América.

O século XXI trouxe uma surpresa que abalou de uma vez por todas os cidadãos americanos que acreditavam no mito de que os Estados Unidos eram inexpugnáveis. Para acontecer esta mudança de opinião, não foi preciso um exército nem uma nação, para produzir aquele monumental estrago. Bastou um louco do islã radical para aluir e em menos de duas horas deitar no chão as Torres Gêmeas, as torres de "Babel", orgulho dos americanos.

Aproveitemos esta data de triste lembrança para reflexionar melhor sobre duas coisas: o discipulado - que deve ser feito com muito equilíbrio - e a lavagem cerebral feita conscientemente ou não. A mente humana tem seus segredos e muitas chaves. Deus que nos livre de usar as chaves erradas.


João Cruzué
SP 11/09/2008



Veja mais sobre o: 11 de Setembro de 2001



cruzue@gmail.com




Nenhum comentário: