quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Empregos, currículos e entrevistas

Gisèle

Faça um currículo eficiente
Veja as dicas para tornar seu CV mais atraente
e chamar a atenção dos selecionadores


Por Gisèle de Oliveira
Empregos.com.br

"O currículo não é um documento estático, no qual só devemos mexer quando saímos de um emprego e precisamos acrescentar mais uma experiência profissional a ele. Muito pelo contrário, o CV deve ser dinâmico e personalizado, seguindo as exigências das empresas e do mercado.

Cartão de visita de qualquer profissional, ele deve priorizar informações relevantes para cada posição pretendida e não apenas trazer uma lista de experiências anteriores. Se você está tendo dificuldades em conseguir uma nova oportunidade, dê uma boa olhada em seu currículo e confira as dicas para torná-lo mais efetivo, atraindo a atenção do selecionador e ampliando suas chances de ser chamado para uma entrevista.

Tamanho:
• O ideal são duas folhas, no máximo. Não faça o selecionador ler folhas e folhas de informações que não sejam relevantes para o cargo em questão;

• O currículo deve ter um resumo de seus dados pessoais, formação, experiência profissional, idiomas que domina, foco para a posição que busca, competências mais expressivas;

• Procure informar também se há a flexibilidade para morar em outras cidades ou países, caso esse seja o perfil da vaga ou da empresa.

Quando atualizar o currículo:
• Toda vez que assumir outra responsabilidade hierárquica ou desafios distintos, com projetos diferenciados;

• Quando for necessário adequá-lo ao perfil da vaga;

• Como é algo dinâmico e vivo, o currículo deve traduzir suas experiências passadas até a presente e precisa ser permanentemente atualizado.

Dados pessoais:
• Devem vir logo no início do currículo, com nome, endereço, telefone e e-mail, pois o selecionador precisa saber como e onde lhe encontrar. Não cometa o erro de colocar tais dados no final do CV, assim como fazem muitas pessoas;

• A não ser que seja solicitado, não coloque número de documentos, raça, religião, filiação partidária. Essas são informações desnecessárias, pois não têm a ver com as competências requeridas.


Objetivo:
• No objetivo deve-se sempre colocar o cargo pretendido. Ex.: gerente de Recursos Humanos, gerente de vendas, etc.;

• A nomenclatura para um cargo varia muito de acordo com a empresa. Então, é indicado que o profissional mude o nome do cargo no objetivo para se adequar àquele que está se candidatando, mas desde que preencha os requisitos para tal, claro.

Sumário:
• Convém abrir com um sumário de leitura rápida, pois ele é uma forma de despertar o interesse do selecionador, mostrando sua experiência e como ela poderia ser útil para a empresa. Para isso, você deve procurar conhecer um pouco da organização – o que pode ser feito por meio do site da empresa –, estudar qual é o negócio da companhia e como sua experiência poderia ser utilizada;

• Ele deve conter um resumo de suas qualificações e de seus resultados;

• Falar o que pode fazer pela empresa, com base em sua experiência;

• Conter um resumo de qualidades. Ex.: facilidade para lidar com pessoas, liderança de grupo, etc;

Personalizando o currículo:
• Procure deixar o currículo com a “cara” que se encaixe melhor ao perfil solicitado pela empresa;

• Priorize informações relevantes ao cargo oferecido;

• Deixe fora experiências e cursos que não agregam valor às suas capacitações para a vaga pretendida. Não adianta colocar uma relação enorme de experiências e deixar a que faz diferença para aquele determinado cargo perdida no meio desse amontoado de informações. Por isso, é bom destacar aquelas que compõem os requisitos que a empresa solicita, senão acaba passando informação que não agrega valor. Quando o selecionador pega o currículo ele quer saber o que o candidato pode fazer pela empresa. Não é desconsiderar o que você traz de bagagem, mas valorizar aquilo que lhe dê mais chances para aquela vaga.


Pretensão salarial:
• Coloque esta informação somente se for exigida pela empresa;

• Para não fechar portas, observe que está aberto a negociações usando a frase: “Possível negociação à medida de conhecimento da carteira de benefícios da empresa”. Dessa forma, você não está dizendo que aceita qualquer salário, mas educadamente se mostra aberto a negociações com base nos benefícios, deixando a porta aberta para um segundo momento, a entrevista. É uma maneira de se valorizar e mostrar que você é uma pessoa de visão.


Cursos e outros projetos:
• Dê preferência a cursos de especialização e entidades de renome;

• Projetos sociais também são importantes, porém apenas aqueles de peso;

• É importante ter bom senso, nem tudo precisa ser colocado no CV. Tudo o que for informado deve ter contribuído sensivelmente para que se tenha adquirido experiência de peso.


Sem assassinar o Português:
• Muita atenção com o Português;

• Faça uma revisão cuidadosa do currículo para evitar erros de gramática e ortografia;

• Erros gramaticais e ortográficos pegam muito mal e podem desclassificar o candidato. Seja humilde e, caso precise, peça ajuda a alguém para fazer essa revisão.

Mentira tem perna curta:
• Não minta jamais, não coloque informações falsas em seu currículo;

• Todas as informações podem ser checadas, além do que, você pode acabar se confundindo e se comprometendo durante a entrevista e isso coloca um ponto final em suas chances.

Informações s/ entrevistas, posturas e dinâmicas de grupo
aqui http://seuemprego.blogspot.com


MODELO DE CURRÍCULO


Dados Pessoais
Fique atento aos dados pessoais! Principalmente se o número de telefone e o endereço do seu e-mail estão corretos, já que eles irão possibilitar o contato entre você e a empresa. Além disso, é possível indicar o sexo - para evitar constrangimentos diante de nomes que servem para homens e mulheres - ao mencionar o estado civil e a nacionalidade.

Objetivo
É fundamental determinar o objetivo, apesar de muitos profissionais esquecerem desse item. Ter objetivo demonstra determinação. Você pode usar cargos, áreas ou uma frase curta que explique suas intenções.

Qualificações e Habilidades
Este é o espaço para você conquistar o recrutador. Por isso pense bem no que é relevante para atingir o seu objetivo. Seu currículo deve ser encarado como uma ferramenta de marketing, e não como um documento pessoal ou um formulário de pedido de emprego. É importante que você concentre-se no seu futuro e não no seu passado. Sendo assim, enfatize suas conquistas e mencione as técnicas e os conhecimentos que você gosta de usar, e não só os que utilizou porque precisou.

Formação Acadêmica
Esse campo é para você descrever sua trajetória nos estudos. Relate sua formação partindo do curso mais recente para o mais antigo, sempre colocando data de início e conclusão dos cursos. Se você já tem curso superior (faculdade) completo, não precisa citar o que fez anteriormente.

Experiência Profissional
É importante fazer um breve descritivo (no máximo duas linhas) das empresas onde trabalhou - além de citar os cargos e as atividades desenvolvidas -, porque elas podem não ser conhecidas pelo selecionador. Você também pode omitir alguns empregos menos importantes ou mais breves, principalmente se você possuir uma trajetória profissional longa. Não deixe de mencionar uma experiência que tenha sido útil para adquirir habilidades importantes e as promoções.

Salmo 23 e boa sorte!
cruzue@gmail.com


.

Nenhum comentário: