domingo, 16 de julho de 2017

Projeto Nacional de Evangelização 2018

.
A Palavra de Deus
Por: João Cruzué
.
Uma pessoa conhecida nossa presenciou, não faz muito tempo, uma cena lamentável. Achei o assunto oportuno, para uma comentário da situação atual da Igreja Evangélica no Brasil. Se, por acaso, você gostar deste artigo, por favor, faça o seu projeto e passe adiante este texto, sendo que desta vez não precisa colocar meus créditos. Seguinte,  o Brasil precisa de Jesus dentro de cada lar, para iluminar a mente de cada ente na busca de solução urgente para os grandes problemas do cotidiano: problemas de saúde, dependência de drogas, depressão, desemprego, fome, alcoolismo e suicídio. 

Não devemos nos enganar, achando que projetos políticos vai trazer honra para a Igreja e a solução para os problemas do país, porque isto não vai acontecer.  Também não devemos nos iludir, esperando pelo dia em que nosso líder máximo de nossa Igreja vai chegar em nossa congregação com um plano abrangente de evangelização das almas perdidas que se encontram escravizadas pelo diabo. Respeitando as exceções,  pode ser que ele não ache isto prioritário...

Vamos a alguns fatos.

1) Recentemente, sofri a perda de um parente querido. Tive a oportunidade de visitá-lo no Hospital. Eu já havia trabalho seis anos em um deles. Sei muito bem o que esperar de um Hospital público, apesar do empenho da maioria de seus servidores. O que revi ali me deixou muito preocupado. Em poucas palavras, entre a vida de um velho e a de um jovem, dada a falta de quase tudo, os médicos  estão, a contragosto, escolhendo de quem vai viver e, por conseguinte, quem vai morrer.  Na balança das escolhas, os velhos sempre saem perdendo.

2) Na periferia das grandes metrópoles, antes,  era possível ver o povo pentecostal trabalhando em projetos de evangelização: cultos ao ar-livre, visita às comunidades, evangelização de porta-em-porta... . Hoje, excetuando o trabalho dos Testemunhas de Jeová que não mudaram sua metodologia, via de regra, não existe mais  crente evangelizando.  O que tenho presenciado  tem sido a ação "evangelizadora" das facções do tráfico de drogas. O país está literalmente apodrecendo  por falta do sal e da luz  que só Igreja tem. 

Mas como?  se há uma dezena delas em cada Rua? Sim, isto é verdade,  mas o evangelho que pregam fica restrito às quatro paredes. Em lugar do "ide-por-todo-mundo", está sendo praticado o "quem-quiser-venha-aqui-e-beba".

3) Você então poderia questionar-me: E o evangelho neo-pentecostal? Ele não está tão fortemente presente no Rádio e na TV? Sim, ele está. Todavia, Deus me perdoe a franqueza, aquele evangelho, na verdade,  tem funcionado como atividade-meio. A julgar pelo foco e insistência durante os cultos o objetivo dele tem sido a busca incansável por aquilo que está no bolso dos fiéis.  Prove! Sim, eu posso. Outro dia eu vi e ouvi na TV um fulano que se diz Bispo e que se veste de saco, sugerindo aos fiéis que não tivessem dinheiro que fizessem um empréstimo no banco para fazer com ele uma doação pela "fé" para sua igreja. Nisso eu pude ver a ação de um falso profeta, explorando gente desesperada por um milagre de Deus. Não posso racionalizar com um evangelho desses.

Depois de ter dito estas coisas, você pode perguntar para mim: acabou? E eu vou dizer: quase.

4) Lembra do que falei no começo, de que você poderia se decepcionar com a visita do líder maior da Igreja na sua congregação? Então, escute isso. Uma pessoa amiga contou-me que o Pastor Presidente da sua Igreja estava visitando a congregação em um culto de santa ceia. Junto dele, veio parte de sua família. No final da pregação, aquele líder da Igreja começou anunciar  - não um projeto nacional de evangelização para ganhar para Jesus as almas dos que estão perdidas no pasto do diabo, mas a pré-candidatura de um familiar seu a um cargo de representação política. E não foi isso a primeira vez, mas uma de muitas. Evangelizar? ora evangelizar...

5) Para concluir segue este quinto exemplo. Uma jovem médica, da família de uma congregação conhecida, tirou a própria vida, cometendo suicídio. Apesar de médica, bem empregada, ganhando bem, aparentemente, não houve ninguém que ouvisse a voz do Espírito Santo para ir até ela conversar. Ou pior, o Espírito falou, mas a pessoa não foi. Quero acrescentar duas coisas. Segundo soube, ela tinha se afastado da Igreja. E acho eu que  Igreja também havia se afastado dela.  

Assim está a situação atual das grandes Igrejas Evangélicas no Brasil. 

Tenho visto as lideranças de grandes Igrejas focadas na representação política. Está virando rotina grandes Igrejas fundando partidos políticos para se dar bem no poder.  Não condeno aos crentes o exercício da política e aos que não têm chamada ministerial, não vejo problema e concorrer a cargos de representação política. Entretanto, quero lembrar que apesar de tantos pastores em cargos políticos, os hospitais continuam sem recursos financeiros, os velhinhos nas UTIs continuam indo embora para dar chances a uma criança ou a um jovem. Quanto ao evangelho neo-pentecostal ele fermentou, sim,  a ação da Igreja, trocando sua atividade-fim pela atividade-meio. A paixão pelas almas pelo amor ao dinheiro.  Enquanto isso o sistema do tráfico de drogas segue firme "evangelizando" as crianças e jovens periferia das grandes cidades.

Ponto.

Depois de ter dito coisas tão deprimentes, quero dizer que não vim aqui apenas para repetir palavras de desânimo, tal como profeta Elias escondido na caverna. Não! Eu vim para dizer algo especial. Assim como Deus deu três tarefas para Elias vencer o desânimo, este mesmo Deus tem grandes promessas para cada brasileiro. Não vou iludir a mim nem a você esperando ou achando que a partir de hoje cada Pastor que ler este texto irá depois para sua casa, sentar à mesa da cozinha, para desenhar um projeto de evangelização sob a inspiração do Espírito Santo. 

Eu estou aqui para dizer que a solução dos problemas de nossa nação ainda é  Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele, sim,  tem boas novas de perdão, regeneração, salvação, mudança de coração para traficantes, bandidos, crentes desviados, suicidas, pastores falsos-profetas, políticos ladrões e aviõezinhos do tráfico.

Quando isto vai acontecer? Quem irá anunciar estas boas novas aos ouvidos destas almas? Sabe, isto é tarefa para mim e para você. Disse Jesus assim: onde estiver dois ou três reunidos em Meu nome, ali eu também estarei no meio deles. O ano de 2018, assim como o ano de 2017, é o ano aceitável da misericórdia de Deus. 

Se eu e você tivermos consciência disso, podemos começar a fazer a obra de Deus ainda esta semana.  Um projeto de evangelização começa  quando alguém dá lugar à voz do Espírito Santo que pergunta: Quem enviaremos, e quem há de ir por Nós?  Acredito muito no poder de uma conversa durante uma visita a uma ovelha desviada, uma vista a um doente no hospital. Oportunidades há muitas, basta começar com apenas uma por semana e manter a disciplina. Isto faz parte de um Projeto Nacional de Evangelização. Se você orar, se você interceder, o Espírito Santo vai lhe ajudar a decidir sobre o que fazer e quando fazer.

O que você vai ganhar com isto? Eu posso dizer com certeza que quando o Espírito de Deus vê em seu coração o que está disposto a fazer, ele vai se alegrar. E quando Ele se alegra, o coração de quem Lhe dá lugar também se enche de grande alegria.  Peço que faça seu projeto, trabalhe nele toda semana, e passe o assunto adiante para mais 2 crentes amigos.

cruzue@gmail.com 









sábado, 7 de maio de 2016

Frases inesquecíveis da ex-presidente Dilma


Dilma e Cunha
.
Nós vamos ter de fazer também um Plano Safra que atenda os bodes, que são importantíssimos, e fazem parte de toda tradição produtiva de muitas das regiões dos pequenos municípios aqui do Estado. 

Se hoje é o dia das crianças, ontem eu disse que criança, o dia da criança é dia da mãe, do pai e das professoras, mas também é o dia dos animais. Sempre que você olha uma criança há sempre uma figura oculta, que é um cachorro atrás.” 

"Hoje, eu tô saudando a mandioca, uma das maiores conquistas do Brasil"

Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta”

A Zona Franca de Manaus, ela está numa região, ela é o centro dela porque é a capital da Amazônia. Portanto, ela tem um objetivo, ela evita o desmatamento que é altamente lucrativo. Derrubar árvores plantadas pela natureza é altamente lucrativo".

O bacalhau é uma moleza de fazer. Posso falar, é simplíssimo o bacalhau. Você corta várias coisas, bota uma camada, bota outra, bota, você vai ver o bacalhau.

Eu quero adentrar pela questão da inflação e dizer a vocês que a inflação foi uma conquista desses 10 últimos anos do governo do presidente Lula e do meu governo.”

Em Vidas Secas está retratado todo problema da miséria, da pobreza, da saída das pessoas do Nordeste para o Brasil.”

O meio ambiente é sem dúvida nenhuma uma ameaça ao desenvolvimento sustentável.”

Eu tinha que sair de Zurique, podia ir para Boston, ou pra Boston, até porque... vocês vão perguntar, mas é mais longe? Não é não, a Terra é curva, viu?.

Esse país foi descoberto, foi colonizado através das estradas de água. Essas estradas de água são a forma mais barata de transporte”.

Não acredito que tenha alguém acima da corrupção. Acho que todo mundo pode cometer corrupção"

A mulher abre o negócio, tem seus filhos, cria os filhos e se sustenta. Tudo isso abrindo o negócio.”



.

domingo, 10 de janeiro de 2016

Nova técnica de fazer mudas de figo


Em lugar de fazer a muda no tempo das secas,
faça na estação das chuvas, quando todas as plantas estão brotando.

Confira abaixo:

Muda de figo
Por João Cruzué/ para o blog Olhar Ecológico
.
Eu passei muito tempo em minha vida tentando fazer pegar uma muda de figo. Lembro-me de certa vez, seguindo a técnica de plantio dos compêndios da época, enterrei um pedaço de galho de figo e cobri sua parte superior com terra vermelha. Ansioso, um dia verificar se tinha brotado. Ao retirar a terra quebrei o bendito broto. A muda morreu. Umas três décadas depois, descobri o segredo sozinho.

Minha mãe passou por muitos aborrecimentos com plantios de galho de figo. No mês de agosto, em plena estação das secas,  ela plantava galhos de figo na terra. Eles pareciam brotar e depois morriam. Ela chegou até a pensar que nós puxávamos as estacas para cima. Na verdade, o problema era a época errada, fazendo a tentativa no período de hibernação da planta. Dessa forma, nem a metade das mudas pegavam.

Mas, eu descobri uma técnica que atinge de 80 a 90% de sucesso. 

Não tem nada de complicado. 

Em lugar de fazer as mudas em agosto, durante a hibernação da planta, eu passei a fazê-las em dezembro, no período das chuvas mais intensas aqui na Capital Paulista. Em qualquer região, a época certa para fazer mudas pelo processo de ESTAQUIA é na estação chuvosa, quando todas as plantas da região brotam e lançam novos ramos.

Complementando este assunto, para quem deseja fazer mais que umas dez mudas de figo, convém esterilizar a terra para produzir uma muda sadia, embora seja possível fazer a muda sem este processo.

Para fazer um substrato esterilizado onde você vai espetar o galho de figo, anote esta sugestão: 

PARA FAZER O PLANTIO DE 10 ESTACAS DE FIGO:

1 lata de 20 litros de terra vermelha de barranco, 
5 litros de areia de construção, 
1 lata de 20 litros e esterco de gado, 
1 balde de água  com uma mão cheia de cal de parede diluída. 

Misturar tudo e abrir um  vulcãozinho no meio. 

Se você tem um chácara ou sítio, colocar galhos secos no meio da cratera, e colocaria fogo neles. Quando os galhos estivessem queimando bem, cobrir com a terra a ser esterilizada, deixando ardendo por 24 horas. Assim, todo verme e micróbio existentes seriam eliminados.  Você também pode esterilizar deixando este substrato, espalhado em área cimentada, sob  a luz de sol intenso por dois dias. Ou depois de fazer o churrasco, colocar este substrato sobre as brasas e deixar de um dia para o outro.

Sugestão de recipiente para fazer a muda: 

Depois que a terra tiver resfriado, usar uma peneira de pedreiro de crivos grandes, para peneirar.  O melhor recipiente para receber a muda são os saquinhos de polietileno (10 cm diâmetro x 20 cm de altura), um pouco maiores que os de muda de café. Aqui em São Paulo eu os compro na Agrototal, da Rua São Caetano nº 216, a mesma Rua dos vestidos de noiva.

Para encher os saquinhos de polietileno uso um frasco grande de iogurte, cortado ao meio, perfeito para o processo por ter a boca larga.

Plantio: espetaria dentro do saquinho a ponta de um galho (25 cm) de figo cortado na hora, deixando apenas umas três folhas rasgadas ao  meio, com a mão.

Onde deixar as mudas: sempre debaixo de uma sombra, até tiverem brotado. Irrigação: não deixar a terra do saquinho seca, também evitar o excesso - o barro!

Conclusão: Todas as mudas de figo que tentei fazer no inverno, quando a planta doadora dos galhos estava em período de dormência, morreram. Quando eu troquei a época e passei a fazer as mudas na estação chuvosa (dezembro/janeiro na região Sudeste) eu obtive ótimos resultados. Mesmo sem usar terra esterilizada, de cada 10 galhos de figo que espetei, entre 8 e 9 brotaram com sucesso. 

Nota: a mesma coisa acontece com as mudas de uva.

Escreva para mim: cruzue@gmail.com


APROFUNDAMENTO CIENTÍFICO DO ASSUNTO:
Dissertação de MICHELE FERNANDA BORTOLINI, 2006, UFPR
http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/3485/Dissertacao.pdf?sequence=1

Nota: Ver o que foi escrito no final da página 25.
.